Tag Archives: mulheres

Se fazendo de morta…

16 maio

Os homens costumam se achar a última bolacha do pacote por conta de alguns traços do comportamento feminino que depõe contra nosso poder de controle nas relações.

Por exemplo, existem preocupações que atingem tão e somente as moçoilas: Não ligar no dia seguinte,  sumir depois de um tempo,  não pedir em namoro e enrolar, olhar para outras mulheres descaradamente, entre outros.

Pelo fato desses comportamentos muitas vezes perturbarem a cabecinha das mulheres, eles logo vão se elegendo os donos da situação.

Mas se esquecem que o chamado “perdido” é uma prática muito mais comum da mulher e, ao contrário do homem, é muito mais sutil.

Atire a primeira pedra a mulher que nunca se fez de morta!

fingir de moraÉ isso aí, nos fazemos de desentendidas, nos esquivamos e, sem que ele perceba, mantemo-os “cozidos”.

 Não damos um fora, mas também não cedemos… mantemos o cara ali, a nossa disposição para qualquer emergência ou simplesmente para suprir nossa carência de uma presença masculina vez ou outra.

Enquanto eles acham que estão “mandando muito” e nos conquistando, nós, muito astutamente, vamos levando o pretendente da maneira que melhor nos cabe.

Afinal, a conquista é sempre a melhor parte, e porque não selecionarmos alguns camaradas, aleatoriamente, para ficarem nesse papel o tempo que quisermos?

 Assim que estes cumprem sua função, nós mulheres também damos aquele “perdido” fenomenal e mais uma vez, ao contrário dos homens, o perdido é tão sutil que frequentemente eles ficam sem entender e daí vem a teoria de que somos incógnitas complicadas.

Anúncios

Avursas na Internet

2 abr

Pra descontrair…. Avursas na internet:

 Avursa Servidor: sempre está ocupada quando se precisa dela

Avursa Windows: Sabe-se que tem muitas falhas, mas não é possível viver sem ela.

Avursa Power Point: ideal para ser apresentada em festas, eventos e convenções.

 427486Avursa Excel: tem fama de fazer muitas coisas, porém é utilizada para operações básicas.

Avursa Word: tem sempre uma surpresa reservada e não há ninguém no mundo que a compreenda totalmente

Avursa Backup: acredita-se que ela tenha o suficiente, mas na hora do “vamos ver” falta alguma coisa.

Avursa Scandisk: É prestativa, sempre quer ajudar, mas no fundo não entende o que faz

Avursa Paint Brush: Puro adorno, sem substancia

Avursa RAM: esquenta tudo assim que desconecta

 Avursa Hard Disk: concorda com tudo o tempo todo

Avursa Mouse: Só funciona se for arrastada

Avursa Multimídia: faz com que tudo pareça mais bonito

 Avursa Usuário: não faz nada direito e vive fazendo pergunta

Avursa Email: De cada 10 coisas que diz, aproveita-se 9

Avursa Internet: É preciso pagar para ter acesso a ela

Avursa Vírus: Quando você vê, ela se instalou no seu apartamento e se apropriou de todo espaço. Se tentar desinstalá-la perde muita coisa, se não tentar, perde tudo.

 

Mensagem recebida em um desses 9  emails que não servem pra nada!

Como saber se ele está de olho – Técnicas bizarras

29 mar

Existem algumas teorias, quase que científicas, que também podem ser usadas em favor da avursisse. A teoria que iremos desenvolver hoje, em nosso benefício próprio, é o bocejo (é, isso mesmo!).

bocejo11ª premissa: Toda vez que vemos alguém bocejar somos influenciados, não sei porque cargas d’água, a bocejar também.

2ª premissa: Toda vez que estamos de olho naquele avurso, para começar qualquer plano de ação, precisamos saber se ele também está de olho!

3ª premissa: Quando se tem um alvo não se pode explicitar que ele/ela é o foco da noite. Por isso, tanto homens como mulheres, procuram disfarçar um pouco o olhar enquanto estudam o território, mas observam o tempo todo.

Conclusão: Para saber se você é o alvo, dê uma sutil, mas irresistível bocejada. Se ele bocejar significa que ele está de olho e você já pode traçar uma estratégia fatal, de acordo com seu próprio interesse.

E funciona! Acreditem…

Que avursa nunca teve?

27 mar

42-20521398Um sutiã meio furado,
Um primo meio tarado,
Ou um amigo meio viado?

Que avursa nunca tomou
Um fora de querer sumir,
Um porre de cair
Ou um lexotan para dormir?

Que avursa nunca sonhou
Com a sogra morta, estendida,
Em ser muito feliz na vida
Ou com uma lipo na barriga?

Que avursa nunca pensou
Em dar fim numa panela,
Jogar os filhos pela janela
Ou que a culpa era toda dela?

Que avursa nunca penou
Para que ter a perna depilada,
Para que aturar uma empregada
Ou para que trabalhar menstruada?

Que avursa nunca comeu
Uma caixa de Bis, por ansiedade,
Uma alface, no almoço, por vaidade
Ou, um canalha por saudade?

Que avursa nunca apertou
O pé no sapato para caber,
A barriga para emagrecer
Ou um ursinho para não enlouquecer?

Que avursa nunca jurou
Que não estava ao telefone,
Que não pensa em silicone
Que “dele” não lembra nem o nome?